Caso Clínico l Você lembra do último desafio?

Vamos refrescar sua memória:

E.R.F., sexo masculino, 23 anos.
Paciente vítima de colisão frontal de moto x carro. Constatado óbito do condutor no local.
Diagnóstico: Lesão de aorta torácica.

[Entenda mais sobre o caso aqui]

Agora queremos saber!

Quais exames podem confirmar o diagnóstico?

A: Angiotomografia computadorizada
B: Aortografia
C: Ultrassom
D: Exames A e B

Resposta

D: Exames A e B (Angiotomografia computadorizada e Aortografia)

O diagnóstico da lesão aórtica em pacientes politraumatizados é baseado no mecanismo de trauma ou em uma radiografia torácica suspeita, sendo o alargamento mediastinal a alteração mais relevante. (1)

A tomografia computadorizada helicoidal, com valor preditivo negativo de 100%, vem se tornando o exame preferencial para diagnóstico dessas lesões pelo caráter não-invasivo e pela possibilidade do estudo diagnóstico de lesões associadas.

A aortografia mantém-se como exame padrão-ouro, ficando reservada para os casos em que a tomografia é duvidosa e no planejamento do tratamento endovascular. (2-4)

O surgimento de novas técnicas diagnósticas, ainda não incorporadas à prática clínica e de exequibilidade discutível nesses casos, como a ultrassonografia endovascular e a angioscopia, permitiu o diagnóstico de lesões aórticas mínimas e o estudo de sua evolução. (5-7)

Fontes

1. Nagy K, Fabian T, Rodman G, Fulda G, Rodriguez A, Mirvis S. Guidelines for the diagnosis and management of blunt aortic injury [banco de dados na Internet]. Winston-Salem, (NC): Eastern Association For The Surgery of Trauma. © 2000 [atualizado 23 de janeiro de 1998; citado 11 de julho de 2005]. Disponível em: http://www.east.org/tpg/chap8.pdf.
2. Greenspan L, McLellan BA, Greig H. Abbreviated injury scale and injury severity score: a scoring chart. J Trauma. 1985;25: 60-4.
3. Cook AD, Klein JS, Rogers FB, et al. Chest radiographs of limited utility in the diagnosis of blunt traumatic aortic laceration. J Trauma. 2001;50:843-7.
4. Curry JD, Recine CA, Snavely E, Orr M, Fildes JJ. Periaortic hematoma on abdominal computed tomographic scanning as an indicator of thoracic aortic rupture in blunt trauma. J Trauma. 2002;52:699-702.
5. Hastings GS, Marder SR. Imaging and endovascular intervention for thoracic vascular trauma. Sem Intervenc Rad. 2003;20:97-109.
6. Kepros J, Angood P, Jaffe C, Rabinovici R. Aortic intimal injuries from blunt trauma: resolution profile in nonoperative management. J Trauma. 2002;52:475-8.
7. Malhotra AK, Fabian TC, Croce MA, et al. Minimal aortic injury: a lesion associated with adva.

Post Relacionados

Deixe um comentário