Mal súbito: o que fazer ao ver alguém desmaiado

O modelo Tales Cotta morreu após sofrer um mal súbito durante desfile na São Paulo Fashion Week. Uma doença no coração não diagnosticada em vida provocou um edema pulmonar agudo, provável causa da morte de Tales, atesta o laudo do Instituto Médico Legal.

O personal trainer Renan Bergamaschi começou a se sentir mal pouco tempo depois de iniciar o treino na esteira. Ele foi levado para o hospital, mas faleceu durante o atendimento médico.

Mas o que é o mal súbito?

O mal súbito não é uma doença. É um sintoma que pode estar ligado a uma série de alterações. Muitas vezes o mal súbito tem origem cardíaca, caracterizado por um colapso da circulação sanguínea com perda repentina de consciência, sendo que ele também pode ser a manifestação de outros quadros, como arritmia, AVC, infarto ou aneurisma.

Em idosos, o mal súbito é mais comum e geralmente é ocasionado por doenças cardiovasculares. Nos jovens, na maioria dos casos, está relacionado à arritmia cardíaca ou malformações congênitas.

De acordo com Luiz Guilherme Calderon, CEO do Instituto Terzius, “ao ver alguém que perdeu a consciência o primeiro passo é verificar a segurança da cena, a responsividade da vítima e acionar o SAMU para obter auxílio médico. Caso o mal súbito tenha ocasionado uma parada cardiorrespiratória, inicie as compressões torácicas”. Ele ressalta que a “RCP pode dobrar ou triplicar as chances de sobrevivência da vítima. A cada minuto que o coração fica parado as chances de sobrevivência reduzem em 10%”.

Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, estima-se que 17,7 milhões de pessoas morreram por doenças cardiovasculares. Desses óbitos, estima-se que 7,4 milhões ocorrem devido às doenças cardiovasculares e 6,7 milhões devido a acidentes vasculares cerebrais (AVCs).

Diante deste cenário, é imprescindível tanto o treinamento da população – principalmente no reconhecimento de quadros graves – quanto dos profissionais da área de saúde para que possam estar preparados para o atendimento em situações de emergência.

Mais capacitação

A Terzius oferece cursos para profissionais da área de saúde e também para qualquer pessoa que precisa aprender a atender e lidar com uma emergência de primeiros socorros. Confira as opções:

Para leigos

Curso Heartsaver (Salva-corações), Primeiros Socorros e RCP (Ressuscitação Cardiopulmonar) e DEA (Desfibrilador Externo Automático)

O curso é indicado para qualquer pessoa com pouco ou nenhum treinamento médico e que precisa aprender a atender e lidar com uma emergência de primeiros socorros, engasgo ou parada cardíaca súbita nos primeiros minutos até que a equipe de emergência ou os profissionais de saúde assumam o comando. Os alunos aprendem habilidades como, por exemplo, parar sangramentos, como agir em casos de entorses, fraturas ósseas, choque e outras emergências de primeiros socorros.

Para profissionais de saúde

Curso BLS (Basic Life Support)

O Curso de Suporte Básico de Vida da American Heart Association (AHA) foi atualizado para refletir a nova ciência presente na Atualização das Diretrizes da AHA de 2015 para RCP e Atendimento Cardiovascular de Emergência. Este curso em formato de vídeo e ministrado por instrutor ensina as habilidades de suporte básico de vida para um único socorrista e para equipes para aplicação em hospitais e em ambientes pré-hospitalares.

Curso EAD de Leitura e Interpretação de ECG

O curso foi desenvolvido pelo Instituto Terzius utilizando recursos tecnológicos e objetos de aprendizagem para incrementar o aprendizado dos profissionais de saúde que atuam em cenários de emergência e desejam aprimorar ou rever conceitos para a interpretação o eletrocardiograma normal e das principais arritmias, como as taquiarritmias e bradiaritimias, incluindo bloqueios avançados e a terapia de linha secundária, além dos ritmos de parada cardiorrespiratória.

Para médicos

Pós-Graduação em Medicina de Emergência

A Pós-graduação é perfeita para o médico que busca atualização em Medicina de Emergência. O diferencial é a dupla certificação concedida pelos módulos credenciados e diploma do MEC.

No formato modular, com duração de 360 horas, a pós-graduação abrange temas de grande relevância no cuidado da Medicina de Emergência e inclui, além dos cursos Ultrassonografia Crítica de Adultos, Habilidades Médicas, Ventilação Mecânica, os cursos com certificações internacionais, como ACLS e PALS, certificados pela American Heart Association, ATLS, certificado pelo American College of Surgeons, e PHTLS, certificado pela NAEMT.

  • Módulos teóricos com as abordagens mais atuais sobre diversos temas de emergência.
  • Módulos práticos com as técnicas mais avançadas e os equipamentos de última geração.
  • Cursos práticos com certificação internacional – American Heart Association, American College of Surgeons e NAEMT.
  • Além do Diploma MEC você receberá 4 certificados internacionais e 4 certificados dos cursos em simulação realística.
  • Máximo de 50 alunos por turma – a interação com os Professores é essencial para o aprendizado de qualidade.
  • Coordenador do curso presente em todos os módulos teóricos.
  • Apostilas e materiais – exclusivos e de altíssima qualidade técnica – desenvolvidos pelo Coordenador com os professores.
  • Flexibilidade e imersão nos estudos com aulas uma vez por mês.

Mais informações

Leia a notícia “Modelo que morreu na passarela da SPFW tinha problemas no coração” clicando aqui.
Leia a notícia “Personal Trainer tem mal súbito e morre em treino na esteira” clicando aqui.
Confira o texto completo, da Organização Mundial da Saúde, sobre “Doenças Cardiovasculares” clicando aqui.

Deixe um comentário

5cf652e1-e474-4b30-bad7-b3e753cd08a4