Toracocentese: indicações e contraindicações

Toracocentese significa punção do tórax.

INDICAÇÕES 
A toracocentese pode ser necessária em inúmeras situações clínicas:

– Toracocentese de alívio no pneumotórax hipertensivo.
– Toracocentese diagnóstica:
• Hemotórax;
• Transudatos pleurais;
• Exsudatos pleurais;
• Empiemas pleurais;
• Pneumotórax (espontâneo, traumático, entre outros).
-Toracocentese terapêutica:
• Melhora da insuficiência respiratória;
• Tratamento da fístula broncopleural.
– Realização de pleurodese.

A sua realização, ou não, depende de inúmeras variáveis clínicas e cada caso deve ser analisado separadamente. Nem todo derrame pleural e nem todo pneumotórax necessitará de toracocentese.

CONTRAINDICAÇÕES 
Existem situações clínicas nas quais há uma contraindicação relativa para o procedimento:

– No caso de infecção no local habitual de punção, a conduta preferida é trocar o local da mesma.
– Caso o paciente possua antecedentes importantes que envolvam o lado do tórax acometido, como derrame pleural anterior com pleurodese já realizada, cirurgia torácica de grande porte, malformações graves, o procedimento deve ser considerado de risco e realizado obrigatoriamente com auxílio de exame de imagem (ultrassonografia ou tomografia).
– Discrasias sanguíneas (distúrbios graves de coagulação e plaquetopenia), especialmente nos pacientes com sangramento ativo, também são contraindicações relativas. Caso o procedimento não possa ser adiado, deve-se avaliar a administração prévia ou concomitante de hemoderivados para minimizar o risco do procedimento.
– A toracocentese de alívio no caso de pneumotórax hipertensivo não tem contraindicações, visto que é um procedimento salvador de vida, não devendo ser adiado.

REFERÊNCIA
Série Manuais Terzius. Manual do curso Habilidades Médicas Pediátricas. Instituto Terzius, Campinas, Volume 1, 2019.

Deixe um comentário

trz_020_mar_covid-19-feed_face